Caravana Crescendo em Conhecimento - Pra Vasti & Pra Vera - Lagoinha Prado - 2022
Israel 

31/03/2022

14 Dias

 

Dia 01 - 31 de Março (Quinta-Feira) - Rio de Janeiro ou São Paulo – Tel Aviv

Apresentação no aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Galeão) ou São Paulo (Guarulhos) para embarque rumo a Tel Aviv. Noite a bordo.

 

Dia 02 - 01 de Abril (Sexta-Feira) - Tel Aviv

Chegada, recepção e traslado ao hotel. Hospedagem e jantar.

1/4

HOTEL:  01/04/22 a 02/04/22 - Tel Aviv - Grand Beach

 

Dia 03 - 02 de Abril (Sábado) Tel Aviv – Joppe - Cesaréia Marítima – Monte Carmelo – Tiberíades

Café da manhã. Visita a Joppe, importante porto na antiguidade, onde vivia Simão o curtidor, palco de grandes acontecimentos como o milagre de Dorcas, onde Jonas embarcou para fugir do Senhor, a visão dada a Pedro do lençol com os animais impuros.  Deixaremos Tel Aviv rumo ao norte visitando: Cesaréia Marítima que desempenhou um importante papel na história do início do cristianismo. Foi aqui que se realizou o batismo do centurião romano Cornelius (Atos 10:1-5, 25-28); Paulo partiu daqui para sua viagem pelo Mediterrâneo oriental, e aqui foi aprisionado e enviado a Roma para julgamento (Atos 23:23- 24). Visita da cidade, ruínas e parada no aqueduto. Passando pelo vale de Armagedom, onde acontecerá a batalha final mencionada no livro de Apocalipse. Almoço. A tarde visita ao Monte Carmelo, onde o profeta Elias derrotou os profetas de Baal. Tempo para oração e ministração. Chegada ao hotel em Tiberíades, hospedagem e jantar.

HOTEL:  02/04/22 a 05/04/22 - Tiberíades - Kibutz Ein Gev

 

1/7

Dia 04 - 03 de Abril (Domingo) - Tiberíades – Monte das Bem Aventuranças – Banias/Cesaréia de Filipo – Monte Bental

Café da manhã. Iniciaremos nosso dia no Monte das Bem Aventuranças. Nas margens do Mar da Galiléia, está o monte onde Jesus proferiu o maior dos seus sermões. Com uma vasta planície e ótimas condições acústicas naturais, serve de mirante para paisagens de tirar o fôlego. Continuação para a Alta Galileia. Visita a Banias, um sítio arqueológico localizado aos pés do Monte Hermon, nas Colinas de Golan. Ali havia uma cidade chamada, Cesaréia de Filipo, junto as Fontes de Banias, uma das nascentes do Rio Jordão. Almoço. De regresso a Tiberíades visitaremos o Monte Bental, um dos picos favoritos de Israel para visitar, em parte devido às excelentes vistas panorâmicas sobre o Golan e até mesmo a Síria, e também porque na Guerra do Yom Kippur, de 1973, o Monte Bental foi o local de uma das maiores batalhas de tanques da história. O mirante é bonito e oferece vistas deslumbrantes. Localizado a 1.170 metros acima do nível do mar oferece uma visão rara e gratificante. O mirante é gerido pelo Kibbutz Merom Golan, o primeiro kibutz estabelecido nesta região depois da guerra de 1967. Do mirante é possível ver o Monte Hermon, várias aldeias drusas, bem como uma rede de bunkers antigos e trincheiras. A capital da Síria, Damasco, está a apenas 60 km de distância. Um importante ponto para oração.  Regresso ao hotel. Jantar. Após o jantar, noite de comunhão, louvor e adoração.

HOTEL:  02/04/22 a 05/04/22 - Tiberíades - Kibutz Ein Gev

 

Dia 05 - 04 de Abril (Segunda-Feira) - Tiberíades – Cafarnaum – Tabgha – Passeio de Barco - Yardenit

Café da manhã. Visita a Tabgha, uma quieta angra coberta, na costa norte do Mar da Galiléia é o local de muitas histórias do Evangelho, incluindo a Multiplicação dos Pães e dos Peixes. Tabgha vem de uma palavra grega que significa “sete fontes”. Este é o local tradicional dos eventos de João 21 depois da ressurreição – Jesus preparando o café da manhã para os seus discípulos, a pesca milagrosa e a reconciliação de Pedro, seguindo para Cafarnaum, cidade onde estava a casa da sogra de Pedro, a antiga sinagoga e onde Jesus operou inúmeros milagres. Conhecida como a cidade de Jesus por ele ter fixado ali residência. Passeio de barco pelo Mar da Galiléia, com tempo para ministração, louvor e adoração. Almoço – o famoso peixe de Pedro. A tarde seguiremos para Yardenit, local batismal a beira do Rio Jordão, onde poderemos nos batizar, reconfirmar nossa fé ou mergulhar nas aguas do rio tantas vezes mencionado na bíblia. Regresso ao hotel. Jantar

HOTEL:  02/04/22 a 05/04/22 - Tiberíades - Kibutz Ein Gev

 

1/10

Dia 06 - 05 de Abril (Terça-Feira) - Tiberíades – Ein Harod - Nazareth Village – Jericó – Mar Morto

Café da manhã. Hoje cedinho deixaremos a Galiléia rumo ao Mar Morto. A caminho visitaremos Ein Harod, no sopé do monte Gilboa. Gideão escolheu aqui os seus valentes pela forma como eles beberam da água. A piscina fica logo em frente à caverna onde a água emerge. Avistaremos também o Monte Tabor. Continuação para Nazaré. Lá, Jesus passou a maior parte de sua vida – da infância à idade adulta. Aninhada pelo abraço protetor dos montes, na Galiléia, aquela que foi tempos atrás uma minúscula vila, é hoje moradia para cerca de 60 mil habitantes – a maior cidade árabe em Israel; o Nazareth Village – Reconstrução de Nazaré antiga onde Jesus cresceu, uma representação viva da vida, o tempo e os ensinamentos como na época de Jesus. A aldeia tem um centro de visitantes e contém achados arqueológicos. Ele reconstrói casas, uma prensa de azeite, e uma sinagoga no estilo do primeiro século da era cristã, e as pessoas caminham vestindo trajes da época. No almoço (incluído), uma refeição típica da época de Jesus. A tarde seguiremos para Jericó, antiga cidade bíblica da Palestina, situada às margens do rio Jordão, a quase 240 m abaixo do nível do Mar Mediterrâneo. Descrita no Velho Testamento como a “Cidade das Palmeiras”, é conhecida como o lugar do retorno dos israelitas da escravidão no Egito, liderados por Josué, o sucessor de Moisés. É considerada a cidade mais antiga ainda existente, com mais de 10.000 anos. A cidade é um museu a céu aberto. Visitaremos as ruínas da antiga cidade, a Fonte de Eliseu, e um antigo sicómoro, avistando do Tel Jericó o Monte da Tentação. Chegaremos ao nosso hotel no Mar Morto no fim do dia. Hospedagem e Jantar.

1/5

HOTEL:  05/04/22 a 07/04/22 - Mar Morto - Davi Resort

 

Dia 07 - 06 de Abril (Quarta-Feira) - Masada – Mar Morto

Café da manhã. Visita a Fortaleza de Masada, um símbolo de heroísmo onde 969 judeus zelotes preferiram morrer a se entregarem aos romanos. Uma arquitetura fantástica com os palácios do Rei Herodes descrevem bem o local. Ela conta uma história de perseverança e poder, fé e rendição, aspirações e um fim trágico. A fortaleza de Masada é um lugar no qual além de batalhas com pedras e setas incandescentes, foram travadas, também, batalhas do espírito humano. A visita a Masada é uma experiência excitante. A história arrepiante e os restos arqueológicos contribuem para a atmosfera especial do local, e preservam o seu passado impressionante. Almoço. Tarde livre para aproveitar as instalações do hotel e participar da fascinante experiência de tomar banho nas aguas do Mar Morto. Jantar no Hotel.

1/5

HOTEL:  05/04/22 a 07/04/22 - Mar Morto - Davi Resort

Dia 08 - 07 de Abril (Quinta-Feira) - Mar Morto – Ein Gedi – Qumram – Entrada Triunfal em Jerusalém – Monte Scopus - Cenáculo – Cardo Romano

Café da manhã. Visitaremos Ein Gedi, um esplêndido oásis na região selvagem. Ein Gedi é o lugar onde David provou sua lealdade a Saul, não o matando enquanto ele se aliviava. Existem também inúmeras referências a este lugar na bíblia como um lugar de beleza. Seguiremos para Qumram, importante sítio que fica na costa do Mar Morto e inclui restos de uma vila e cavernas onde os famosos pergaminhos do Mar Morto foram descobertos. Um antigo assentamento em Khirbet Qumran que começou em 186 AC e foi até 70 DC pela seita dos Essênios, fizeram o corpo do que hoje é conhecido como Pergaminhos do Mar Morto. Almoço. Logo faremos nossa entrada triunfal em Jerusalém no Monte Scopus. Ministração e oração por Jerusalém. Cerimônia da benção do pão e do vinho. Prosseguindo para o Monte Sião, para visitar o Cenáculo, palco da última ceia com os discípulos e posteriormente descida do Espírito Santo, e o túmulo de Davi. Oração no terraço. Entraremos na cidade velha de Jerusalém em direção ao Cardo, descoberto após uma ampla escavação da década de 70 do século passado. O Cardo era a via principal da cidade de Jerusalém durante a ocupação romana. Traslado ao hotel. Hospedagem. Jantar.

1/4

HOTEL:  07/04/22 a 12/04/22 - Jerusalem - Lady Stern

 

1/7

Dia 09 - 08 de Abril (Sexta-Feira) - Jerusalém – Monte das Oliveiras – Getsemani – Casa de Caifás – Vale de Elah – Caverna de Adulão

Café da manhã. Iniciaremos nosso dia no Monte das Oliveiras para dali descer a pé ao Getsêmani, que significa lagar de óleo ou prensa de azeite. Aqui Jesus e seus discípulos se reuniram para orar, e também foi o cenário da entrega e da sua prisão, onde Ele passou grande aflição e suou gotas de sangue. Após momentos de oração num local reservado visitaremos o Monte Zion, a casa de Caifás, onde Jesus ficou detido e onde no pátio Pedro o negou 3 vezes. Almoço. A tarde continuaremos rumo a Adulão e o Vale de Elah. Adulão foi uma das cidades reais dos Cananeus, onde Davi encontrou na caverna 400 homens angustiados que se transformariam em seu pequeno exercito. Ela permaneceu próxima à estrada a qual posteriormente tornou-se a estrada romana no Vale de Elá, cena da vitória memorável de David sobre Golias e não distante de Gate. Miquéias a chamou de "a glória de Israel". O Vale de Elá, que também é conhecido como vale dos Terebintos ou vale dos Carvalhos, é mencionado na Bíblia como o local onde os israelitas estavam acampados quando David lutou com Golias ( I Samuel. 17:2, 19). Regresso ao hotel. Jantar.

1/4

HOTEL:  07/04/22 a 12/04/22 - Jerusalem - Lady Stern

 

1/9

Dia 10 - 09 de Abril (Sábado) - Jerusalém – Esplanada do Templo– Muro das Lamentações – Túnel de Wilson – Tanque de Betesda – Tarde Livre

Café da manhã. Sairemos cedo para visitar o Monte Moriah, com as mesquitas de Omar e El Aksa. Aqui ficava o celeiro de Araúna e seu campo de trigo, local onde o Rei Davi ofereceu o sacrifício ao Senhor afim de que a praga cessasse sobre a cidade de Jerusalém. Eleito pelo rei Davi para construir um santuário que abrigasse o objeto mais sagrado da fé judaica, a Arca da Aliança. Conhecido como Monte do Templo, onde Abraão, o Pai da fé, teria oferecido seu filho Isaque a Adonai, seguindo para o Muro das Lamentações ou Muro Ocidental, (Kotel HaMa'aravi) que é o local mais sagrado do judaísmo e um dos mais magníficos e significativos remanescentes em Jerusalém dos dias do Segundo Templo, destruído há aproximadamente 2.000 anos. Trata-se do único vestígio da esplanada do antigo templo de Herodes, erigido por Herodes o Grande no lugar do Primeiro Templo de Jerusalém.

 

O passeio pelos túneis do Muro Ocidental permite aos visitantes alcançar os segmentos do Muro escondidos da vista, e tocar as pedras originais e especiais que contam a história da nação judaica. Os visitantes dos Túneis da Muralha Ocidental percorrem espaços subterrâneos antigos e fascinantes com achados arqueológicos requintados, tais como grandes arcos de pedra, poços de água, um antigo aqueduto de água que termina na piscina do Strouthion, e muito mais como passagens subterrâneas, mikves e antigas trincheiras de água, ruas da era do Segundo Templo e uma pedreira usada para escavar pedras para o Kotel. O passeio pelos túneis inclui modelos virtuais inovadores. É considerado uma atração internacional e é um dos locais obrigatórios na cidade de Jerusalém. Continuação para o Tanque de Betesda. Este reservatório ficava perto da Porta das Ovelhas, onde muitos doentes, como cegos e coxos, se juntavam aguardando que as águas se agitassem, sendo que o primeiro doente a entrar na água ficaria milagrosamente curado. Ali aconteceu um dos milagres de Jesus: a cura do paralítico. Almoço. Tarde livre para andar pelo mercado árabe, o bairro judeu, o shopping Mamila, etc. Jantar.

1/4

HOTEL:  07/04/22 a 12/04/22 - Jerusalem - Lady Stern

 

1/4

Dia 11 - 10 de Abril (Domingo) - Jerusalém - Cidade de Davi – Túnel de Ezequias – Tanque de Siloé – Shiló

Café da manhã. Pela manhã visita as escavações da cidade de Davi considerada a parte mais antiga de Jerusalém. A presença da nascente d’água chamada de Gihon (em hebraico) foi o que impulsionou o desenvolvimento de uma civilização agrícola na região. Na parte superior da cidade foram achados prédios administrativos desde a época de Davi e na parte inferior o antigo túnel dos Cananeus que levava água para dentro da cidade, a partir da fonte de Gião. Mesmo após 3.000 anos de história podem ser vistas  ali as marcas da presença do povo de Israel e do Rei Davi, estas marcas nem o tempo conseguiram apagar. O túnel de Ezequias, aberto pelo Rei Ezequias, escavado na rocha sólida, foi projetado para agir como um aqueduto para Siloé que é um marco situado na parte inferior da inclinação sul de Ophel, o local que fazia parte da antiga Jerusalém, a oeste do vale do Cédron e da antiga Cidade de Davi, agora ao sudeste (parte externa) das paredes da antiga cidade e onde após uma ordem de Jesus o cego foi curado. Almoço.

 

A tarde visitaremos um lugar muito especial: Shiló. É o local antigo onde o tabernáculo, ou mishkan, foi mantido por 369 anos. O tabernáculo abrigou a arca sagrada, na qual foram guardadas as tábuas dos dez mandamentos. Antes que os antigos israelitas viessem a Israel, Shiló era uma cidade cananéia. Tel Shiló é agora um sítio arqueológico, onde era a antiga cidade de Shiló. Era a cidade mais sagrada para os antigos israelitas, uma peregrinação era feita três vezes por ano. Durante uma dessas peregrinações, Hannah, a esposa estéril de Elchanan, veio orar por um filho. Este filho foi o profeta Samuel, que foi criado por Eli, o sumo sacerdote em Shiló. Foi aqui também que as filhas de Shiló saíram para dançar e os homens de Benjamin as escolheram como esposas. Foi também de Shiló que a Arca Sagrada foi levada para a batalha e perdida temporariamente para os filisteus. Jantar

 

1/4

HOTEL:  07/04/22 a 12/04/22 - Jerusalem - Lady Stern

 

Dia 12 - 11 de Abril (Segunda-Feira) - Jerusalém – Museu do Holocausto - Fortaleza de Antônia – Via Dolorosa – Jardim do Túmulo – Noite de encerramento

Café da manhã. Pela manhã visitaremos o Yad Vashem – O Museu é dedicado à memória dos judeus mortos durante o Holocausto, funcionando também como instituição educativa, salvaguarda a memória do passado e assegura seu significado para o futuro. Estabelecido em 1953 como centro mundial de documentação, investigação, educação e lembrança, é um local dinâmico e vital. Almoço. A tarde visitaremos a Fortaleza de Antônia, construída por Herodes, o Grande, na extremidade oriental da muralha da cidade, ligada ao Templo por uma galeria, e cujo nome homenageava o triúnviro romano, Marco Antônio, protetor de Herodes. Aqui Jesus foi torturado, antes de ser entregue para crucificação. Saindo da Fortaleza, percorreremos a Via Dolorosa, uma rua na cidade velha de Jerusalém, que começa na Porta de Santo Estevão e termina na parte ocidental da cidade. Faremos o trajeto que Jesus realizou carregando o madeiro desde a Fortaleza de Antônia ate o Gólgota, nome dado à colina que na época de Cristo ficava fora da cidade de Jerusalém, onde Jesus foi crucificado. O termo significa “caveira”. Entrada ao Jardim do Túmulo, ao lado do Gólgota, próximo ao portão de Damasco, onde foi encontrado um lagar, uma cisterna e um túmulo. Tornou-se um jardim aonde as pessoas vão para refletir, não apenas sobre a morte de nosso Salvador, mas em Sua ressurreição e a esperança da vida eterna. Jantar de encerramento e entrega de certificados.

1/4

HOTEL:  07/04/22 a 12/04/22 - Jerusalem - Lady Stern

 

Dia 13 - 12 de Abril (Terça-Feira)  Jerusalém - Brasil

Café da manhã. No horário combinado, traslado ao aeroporto para embarque de regresso ao Brasil.

 

Dia 14 - 13 de Abril (Quarta-Feira) - Brasil

Chegada e fim dos nossos serviços.

Telefone: 21 2619.2913
Email: 

*As imagens deste site são meramente ilustrativas.

facebook.png
twitter.png
linkedin.png
inst2.png